Home > Blog > Como empresas que patrocinam projetos culturais estão revertendo 4% do IRPJ devido

Como empresas que patrocinam projetos culturais estão revertendo 4% do IRPJ devido

Festival de Artes e Conexões_Além da Rua_Mural Eva_ Acidum Project

Patrocinar projetos culturais é impulsionar o acesso à cultura, transformar comunidades, mas também contar com benefícios financeiros nos negócios. Vou te contar o que nem toda empresa de grande porte sabe: é possível destinar até 4% do Imposto de Renda devido para investir em cultura.

Tem interesse no incentivo a projetos culturais via Lei Rouanet? Preparei este conteúdo para explicar melhor sobre ela e inspirar você com projetos culturais patrocinados por três empresas. Vamos lá?

O que é Lei Rouanet?

Considerada a principal incentivadora da cultura no Brasil, a Lei Rouanet levanta R$ 1,2 bilhão por ano para projetos culturais. Criada em 1991, ela permite que empresas tributadas em lucro real e pessoas físicas invistam no setor cultural para receber benefícios fiscais. Ou seja, o governo abre mão de parte dos impostos devidos por elas para repassar esses valores para iniciativas culturais que ajudam a transformar a sociedade.

Desde 1992 para cá, já foi aproveitada por mais de 12.272 incentivadores. Entre eles, destacamos três empresas nacionais a seguir. Fique por dentro!

Inspire-se com 3 empresas que acreditam e patrocinam projetos culturais

Confira um breve estudo de caso sobre como grandes empresas se beneficiam de projetos culturais aprovados pela Lei Rouanet. Você vai saber como fazem grandes empresas como Itaú, Lojas Renner e Banco do Nordeste.

1. Itaú Unibanco

Considerado o maior banco privado do país, o Itaú é a empresa paulista que mais investe em cultura na atualidade. Só em 2018, dedicou R$ 53.399.814,50 para incentivar projetos culturais no Brasil.

No Nordeste, a fatia foi de mais de R$ 2,3 milhões investidos em ações relacionadas à arte, ao audiovisual, a oficinais culturais e a espetáculos natalinos.

Com a visão de contribuir para que pessoas e empresas criem uma relação saudável com o dinheiro e façam boas escolhas financeiras, o banco investe em grandes ideias e contribui para a realização de  sonhos. Apoia projetos culturais, esportivos e de mobilidade urbana.

E as iniciativas não param por aí: há quase 30 anos, criou o Itaú Cultural para promover exposições, espetáculos de dança e teatro, shows e cursos em todo o Brasil.

Conheça dois projetos culturais apoiados pelo Banco Itaú via Lei Rouanet.

36º Festival de Dança de Joinville

Em julho, a cidade de Joinville (SC), considerada a capital nacional da dança, se transforma em um palco democrático de expressões artísticas recebendo mais de 7.800 participantes, como bailarinos, estudantes, professores e profissionais do Brasil, Paraguai e Argentina. Várias atividades simultâneas também tiveram o patrocínio do Itaú, como cursos, seminário e Feira da Sapatilha. O Festival de Dança de Joinville é o maior festival de dança do mundo, com público de 4,5 milhões de pessoas em 2017 segundo o Guiness Book.

22ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Realizada na cidade mineira de Tiradentes, em janeiro de 2019, a mostra levou 108 filmes para praças e prédios históricos do município, além de oficinas, seminários, Mostrinha de Cinema e outras atrações artísticas. Com o tema “Corpos Adiante”, promoveu o debate, reflexão e formação sobre o papel do corpo como potência política e social. Levando cultura para a população, beneficiou um público de mais de 35 mil pessoas.

2. Lojas Renner S.A.

No Rio Grande do Sul, por exemplo, as Lojas Renner aparecem na quinta posição entre as empresas gaúchas que mais apoiam a cultura no Brasil.

Em 2018, destinou R$ 3.635.183,00 em projetos culturais em âmbito nacional, alinhando sua atuação com os princípios corporativos de desenvolvimento social e sustentabilidade. Exposições, festivais, musicais, peças de teatro e projetos que unem arte, moda e sustentabilidade fizeram parte de seus investimentos.

Entre os projetos culturais apoiados pelas Lojas Renner via Lei Rouanet, destacamos dois:

Festival de Artes Integradas Para Crianças – Tucca Fest

Em São Paulo (SP), um de seus incentivos contribuiu para levar para o público infantil apresentações e atividades de artes, como teatro, música, dança e contação de histórias. Todos os eventos da programação tiveram entrada gratuita, beneficiando não só as pessoas que assistiram e prepararam o evento, mas também a Associação Tucca que trata crianças e adolescentes de todo o Brasil na luta contra o câncer infanto-juvenil.

Livro Arte, Moda e Sustentabilidade

Ainda em 2018, as Lojas Renner patrocinaram a publicação de um livro que mostra a moda como referência de arte e sustentabilidade. A obra também aborda projetos que associam processos sustentáveis à arte e à moda. Um incentivo que destaca o compromisso da marca com seus princípios corporativos de desenvolvimento social e sustentável.

3. Banco do Nordeste do Brasil

Entre as empresas cearenses que mais destinam recursos para incentivar projetos culturais, o destaque vai para o Banco do Nordeste do Brasil.

Em 2018, a empresa reverteu R$ 2.300.481,23 de seu imposto de renda para projetos culturais. Entre eles, espetáculos, oficinas e debates no teatro, CineFavela Brasil, Festa Literária Internacional do Pelourinho, Festival Ibero-americano de Cinema, espetáculos natalinos e shows.

Com a missão de impulsionar o desenvolvimento do Nordeste do país, o banco alinha o incentivo à cultura com a visão de se tornar o banco preferido da região, além de ser reconhecido por promover o bem-estar das famílias e aumentar a competitividade das empresas.

Em 2013 e 2015, fomos parceiros do Banco do Nordeste para promover projetos culturais como o Festival das Artes Cênicas e produzir o Repertório Retirante. Confira a seguir um pouco mais sobre a proposta de cada uma dessas iniciativas a seguir!

Festival das Artes Cênicas

Com o objetivo de promover o intercâmbio cultural e linguagens das artes cênicas, o Festival das Artes Cênicas também incentiva a conexão entre espaços culturais. Em Fortaleza, levou os cearenses para presenciar espetáculos em locais como Centro Cultural Banco do Nordeste, Porto Iracema das Artes, Rede Cuca e Teatro Carlos Câmara.

Repertório Retirante

Com a proposta de democratizar o acesso à cultura especialmente nas cidades do Cariri Cearense, o Repertório Retirante levou espetáculos do Grupo Ninho de Teatro para a população. Entre elas, destaque para A Lição Maluquinha, Avental Todo Sujo de Ovo e Jogos na Hora da Sesta.

No Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri, as apresentações foram acompanhadas por uma intérprete de Libras para o acesso de deficientes auditivos.

Quer tornar a sua empresa uma incentivadora de projetos culturais?

Então, aqui vai uma dica muito bacana: você pode se inspirar com a trajetória de outras empresas do Brasil. E ver como elas estão revertendo parte do IRPJ devido para incentivar projetos culturais.

O Salic (Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura) foi criado pelo governo federal com o objetivo de garantir a transparência dos atos do Ministério da Cultura em relação aos mecanismos de renúncia fiscal. No portal, você encontra informações sobre projetos culturais beneficiados pela Lei Rouanet e assim identificar quais projetos culturais estão sendo patrocinados pelos seus concorrentes.  

Para acessar a lista dos cem maiores incentivadores anuais, clique em “Interessados” no menu principal. Em seguida, selecione “Incentivador” e “Cem maiores incentivadores por ano e uf”. Pronto! Basta escolher o ano que quer pesquisar e conferir os valores incentivados por empresas de cada região.

Quer saber mais sobre como se tornar uma das empresas que patrocinam projetos culturais e aproveitar os benefícios fiscais da Lei Rouanet?

Clique aqui para entrar em contato com a gente.

Posted in

admin

1 comentário em “Como empresas que patrocinam projetos culturais estão revertendo 4% do IRPJ devido”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

busca

receba novidades

Please enter your name.
Please enter a valid email.
banner-blog2
Agora que já conhece a ato

Entenda como sua empresa pode apoiar um projeto cultural!

Fale Conosco

Rolar para cima